Arquivo da tag: IURD

Políticos ligados à Igreja Universal vão comandar o esporte em grande parte do país

George-discursa-no-plenárioApós o recente anúncio do pastor da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) George Hilton (PRB-MG) como o novo ministro do Esporte, parlamentares do PRB, partido que é formado majoritariamente por integrantes da IURD, assumiram a pasta do esporte também em vários estados pelo país.

Além da polêmica indicação de Hilton, que chegou a afirmar publicamente que não tem conhecimentos sobre a matéria da pasta que irá liderar, o partido emplacou nomes nas secretarias do esporte de São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal e Ceará. Segundo o jornal Estado de Pernambuco, o PRB está usando mesma estratégia do PC do B, que comandou o Esporte na Esplanada dos Ministérios nos últimos 12 anos, e pretende se “especializar” no setor e ocupar esse espaço nas três esferas de poder.

Em São Paulo, o nome do vereador e também pastor da Universal Jean Madeira (PRB) já foi anunciado oficialmente para o cargo pelo governador reeleito, Geraldo Alckmin (PSDB). Em Minas Gerais, o esporte será desmembrado da pasta de Turismo e terá no comando o deputado estadual, e também pastor da Universal, Carlos Henrique (PRB). A legenda emplacou ainda o nome do pastor e deputado estadual eleito David Durand para o cargo no Ceará, e da ex-jogadora de vôlei da Seleção Brasileira Leila Barros para o Distrito Federal, a única a não pertencer também à denominação religiosa.

Neste novo mandato da presidente petista, a pasta dos esportes ganha especial relevância com as Olimpíadas de 2016 que contará com orçamento de R$ 1,3 bilhão em 2015, um aumento de 166% em relação aos valores alocados em 2014. A proposta orçamentária para os ministérios ainda não foi aprovada e só será analisada em fevereiro, mas a estimativa é que a pasta deverá manejar recursos da ordem de R$ 2,5 bilhões.

Fonte: Gospel +

Anúncios

Diretores da Rede Record querem tirar programação da Igreja Universal das madrugadas da emissora

Os programas da Igreja Universal do Reino de Deus, que ocupam completamente as madrugadas da Rede Record, podem estar com os dias contados na emissora do bispo Edir Macedo. O motivo para a possível mudança é o péssimo desempenho em audiência obtido pelo canal nas madrugadas, que estaria deixando os diretores da emissora insatisfeitos.

No horário em que tem sua programação totalmente destinada à Igreja Universal, a Rede Record perde com vantagem para o SBT e Globo, que dedicam o espaço para filmes e seriados. Segundo o jornalista Flávio Ricco, do portal UOL, alguns diretores da emissora já conversam sobre o fim da programação religiosa na madrugada do canal.

Pela manhã, ao fim da programação religiosa, a emissora começa com os números de audiência perto de zero, e a situação ficou ainda mais crítica com a estreia do “Hora 1”, novo jornal das manhãs da Rede Globo, além da programação jornalística também presente no SBT.

Porém, apesar da vontade dos diretores da emissora em mudar a programação, a decisão final cabe ao bispo Edir Macedo, dono da emissora e líder da IURD. Ricco ressalta que, mesmo não sendo possível acabar totalmente com a programação religiosa nas madrugadas, os defensores dessa media esperam, pelo menos, diminuir o espaço da igreja no horário.

O principal argumento usado pelos diretores para esta redução é o de que a IURD já conseguiu um grande espaço em outras redes, como Band e RedeTV!, e que, portanto, não haveria mais a necessidade de tanto destaque na Record.

Fonte: Gospel +

 

Pezão usa denúncias feitas em 1995 contra Edir Macedo e a Igreja universal para atacar a candidatura de Marcelo Crivella

2_turno_governador_pezao_crivellaA disputa pelo governo do Rio de Janeiro entre o candidato a reeleição Luiz Fernando Pezão (PMDB) e o bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), senador Marcelo Crivella (PRB), tem se tornado uma verdadeira guerra religiosa. Uma das estratégias desse embate foi a de Pezão, que tem usado seu programa eleitoral para usar denúncias feitas contra a IURD para atacar Crivella.

Após o bate boca protagonizado entre o pastor Silas Malafaia e Marcelo Crivella no debate promovido pela revista Veja, o candidato do PMDB tem usado constantes ataques à filiação religiosa de Crivella como parte de sua estratégia de campanha.

Em seu programa eleitoral, colocado no ar no último sábado, Pezão utiliza uma matéria do Jornal Nacional exibida em 1995, com denúncias contra o líder da IURD, Bispo Edir Macedo, que é tio de Crivella. Todo o tempo do candidato é ocupado por trechos dessa reportagem, que mostra Macedo em um vídeo amador ensinando os pastores da igreja como se portarem para arrecadar mais dinheiro entre os fiéis.

Os ataques à Igreja Universal e ao bispo Edir Macedo, tem sido usados constantemente pela campanha de Pezão para ligar Crivella negativamente à denominação religiosa liderada por seu tio. Segundo o Terra, no domingo Pezão usou as inserções a que tem direito ao longo da programação da TV aberta para fazer várias as menções comparando Crivella a Macedo, em uma estratégia para dizer que a IURD não passa de uma “organização” – nas palavras do próprio governador – com um projeto de poder político.

Segundo o cientista político Geraldo Tadeu Monteiro, presidente do Instituto Brasileiro de Pesquisa Social (IBPS), a estratégia adotada pelo candidato do PMDB tem como objetivo brecar qualquer chance de avanço de Crivella entre setores mais ao centro, esquerda e de classe média.

– São grupos que poderiam ser levados neste segundo turno a uma coalizão anti-governista. O Lindberg (Farias), por exemplo, está apoiando o Crivella. Com isso, uma parte do eleitor do PT poderia tender ao Crivella – comentou Monteiro.

Durante o debate, Marcelo Crivella rebateu com ironia as críticas feitas à IURD, relembrando o fato de o peemedebista ter comparecido à cerimônia de inauguração do mega templo erguido pela Igreja Universal em São Paulo.

– O senhor foi para a inauguração do Templo de Salomão e foi tão cordial com o bispo Macedo – afirmou Crivella, que também criticou a mistura de religião com política.

Afirmando que nunca fez uso da religião como arma política ao longo da sua carreira política, o candidato do PRB afirmou ainda que pior do que misturar política com religião, era misturar política com corrupção, em referência aos escândalos envolvendo o partido de Pezão.

Fonte: Gospel +

Silas Malafaia e Marcelo Crivela protagonizam bate boca em debate no Rio de Janeiro

malafaia-crivella-debateO primeiro debate do segundo turno entre os candidatos ao Governo do Rio de Janeiro foi marcado por fortes trocas de acusações entre o governador e candidato à reeleição Luiz Fernando Pezão (PMDB) e o senador Marcelo Crivella (PRB), que é bispo licenciado da Igreja Universal (IURD). Porém, o destaque que negativo do debate ficou por conta do bate boca protagonizado entre Crivella e o pastor Silas Malafaia.

Ao lado do humorista Marcelo Madureira e do cineasta José Padilha, Malafaia era um dos convidados pela organização do debate, que foi promovido pela revista Veja/Estácio/OAB-RJ. Os convidados foram chamados pelos organizadores para fazer perguntas aos candidatos.

O bate boca entre os religiosos começou quando Silas Malafaia foi convidado a fazer uma pergunta aos candidatos no primeiro bloco do debate. O pastor iniciou sua fala afirmando que questionaria o “bispo Crivella”, “porque essa história de licenciado é para boi dormir e eu não sou boi”. Em seu tempo para pergunta, Malafaia acusou a IURD de colocar outras igrejas evangélicas “para fora das TV´s” e afirmou que Crivella “obedece às ordens do seu tio, o bispo Edir Macedo”, líder da Igreja Universal.

Em sua resposta, o senador Crivella iniciou afirmando que a ligação de Silas Malafaia com o governo Cabral/Pezão é de conhecimento de todos, o que motivou uma resposta imediata do pastor, que gritou da plateia acusando Crivella de “mentiroso”. Em seguida, Crivella respondeu afirmando “mentiroso é você”. A troca de acusações entre os religiosos foi interrompida pelo mediador do debate, que pediu para Malafaia se conter.

– Essas suas mágoas, seu recalque e suas frustrações com a IURD, eu não tenho nada a ver com as decisões da igreja – completou Crivella.

Malafaia respondeu à fala do candidato com risadas altas na plateia, o que levou o mediador a, novamente, pedir que ele se contivesse e fizesse silêncio.

O debate prosseguiu com acusações diretas entre os candidatos, incluindo ataques pessoais e a constante tentativa de Pezão de vincular a imagem de Crivella ao fundamentalismo religioso e à IURD.

Fonte: Gospel +

Dia Universal do Orgulho Negro reúne milhares de pessoas na IURD

dia-do-orgulho-negro-266x200Autoridades políticas, religiosos e atores estiveram presentes no culto contra o racismo

No último final de semana a Igreja Universal do Reino de Deus do Rio de Janeiro comemorou o “Dia Universal do Orgulho Negro” realizando um evento especial contra o racismo.

No sábado (31) a Catedral da Fé, em Del Castilho, zona norte da capital fluminense, recebeu artistas, políticos e autoridades religiosas para debater o tema e pedir pelo fim do preconceito racial.

Milhares de pessoas participaram do Dia Universal do Orgulho Negro, inclusive o fundador da IURD, o bispo Edir Macedo, que em uma parte do evento chamou todos os pastores negros para subirem no palco.

O senador Marcelo Crivella também estava presente e falou sobre a importância de políticas públicas para promover a igualdade entre a população brasileira.

“Eu mesmo tenho um projeto para mudar a constituição brasileira e acabar com a palavra ‘raça’, porque esta palavra traz uma carga tão negativa… o ser humano é um só”, disse ele em entrevista à Rede Record.

O ator Vinícius Romão, que recentemente foi vítima de racismo ao ser acusado de roubo e ficado dias na prisão sem direito a defesa, apoiou o evento da IURD ressaltando a importância de lutar pelo fim do racismo através da conscientização.

A IURD TV chegou a lançar um vídeo para convidar os fiéis para o culto mostrando as dificuldades que os negros enfrentam como o preconceito contra jogadores e falando que a não importa a cor da pele, qualquer pessoa pode ser vitoriosa.

A IURD também criou um site para divulgar o Dia Universal do Orgulho negro que é o http://www.sounegro.com.br com informações, vídeos e testemunhos de quem já sofreu com o preconceito.

Fonte: Gospel Prime

Justiça proíbe IURD de expor crianças e adolescentes a situações vexatórias

iurd-301x200Os menores que subirem no altar não poderão ter suas imagens expostas se tiverem em situação vexatória.

Um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) foi firmado entre o Ministério Público de São Paulo (MP-SP) e a Igreja Universal do Reino de Deus impendido que crianças e adolescentes sejam expostos em situação vexatória.

A medida vale para as atividades dentro do culto, quer sejam na igreja ou em evento em todo o território nacional.

A TAC determina que é situação vexatória toda a situação provocada pelo pastor ou ministro religioso que exponha dados a respeito da vida da criança ou adolescente como doenças, condições psíquicas, episódios de abuso ou violência que tenha sido protagonista ou revelação de informações íntimas próprias ou de seus familiares.

A determinação assinada pela promotora de Justiça Fabiola Moran Faloppa se estende também para as transmissões televisivas que estão proibidas de mostrar a imagem de crianças ou adolescentes em situação vexatória. Em casos de eventos gravados para serem transmitidos posteriormente na TV, a IURD precisou se comprometer a editar e retirar as imagens de menores.

Nos três primeiros meses após a assinatura do TAC a Igreja Universal se comprometeu a organizar um arquivo de vídeos sobre essas transmissões de cultos para provar que está cumprindo o acordo. Nesse mesmo período a denominação terá que registrar a autorização de imagens de crianças e adolescentes que forem mostrados nos cultos adentrando a área do altar. Esse documento precisa constar o nome das pessoas e seus representantes legais.

O TAC também pede para que a IURD avise seus fiéis sobre a proibição do uso de câmeras e celulares ou qualquer outro dispositivo para o registro audiovisual para impedir que essas imagens sejam compartilhadas por terceiros.

Se a igreja descumprir com o acordo terá que pagar a multa estipulada em R$ 1 mil para cada incidente que for registrado. O dinheiro que for arrecadado será destinado para o Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Fonte: Gospel Prime com informações Última Instância.

Nada a Perder 2 bate recorde de vendas na Argentina, França e Portugal

nada-a-perder-2-america-latina-320x139O livro é o segundo volume da biografia do bispo Edir Macedo.

“Nunca vi nada igual.” Essa foi a frase usada pelo porta-voz da livraria “El Ateneo”, em Bueno Aires (Argentina) ao comentar o lançamento do livro “Nada a Perder 2″.

O público da Igreja Universal do Reino de Deus já fazia fila na porta da livrar, a segunda mais bela do mundo segundo o jornal britânico The Guardian, 12 horas antes do lançamento que aconteceu no final do mês de março.

Ao mesmo tempo em que estava sendo lançado na capital, o segundo volume da biografia do bispo Edir Macedo também estava sendo vendida em outras cidades argentinas e em um único dia foram vendidas 120 mil cópias em todo o país.

Em Caracas e Maracaibo, na Venezuela, não foi diferente. Apesar da crise interna o livro conseguiu atrair milhares de pessoas até as livrarias e 25 mil cópias foram vendidas.

No Uruguai, Bolívia, Paraguaia, Costa Rica, Guatemala e República Dominicana não foi diferente. Milhares de exemplares da biografia, escrita por Douglas Tavolaro, foram vendidas nesses países.

O sucesso do livro atravessou o Atlântico e conquistou os fiéis da IURD de Portugal e França

Em Paris o lançamento aconteceu em Salons Hoche atraindo 4.000 pessoas. Ao longo do dia foram vendidos 9 mil exemplares., só um empresário africano adquiriu 400 exemplares.

“É pouco. Se pudesse compraria 1.000. Vou entregar às pessoas do meu país de origem”, disse ele que é de Benin.

Em Portugal o lançamento foi no Centro de Congressos da Alfândega do Porto e a expectativa é que sejam vendidos 25 mil exemplares do livro que conta como que a Igreja Universal do Reino de Deus cresceu em tão pouco tempo e como foi possível adquirir uma das principais emissoras de TV do país, a Rede Record.

Fonte: Gospel Prime

Igreja Universal é condenada pela Justiça a indenizar fiel que doou R$ 10 mil para o “Culto da Fogueira Santa”

justiça-200x200A Justiça do Rio de Janeiro condenou a Igreja Universal do Reino de Deus a indenizar uma fiel que foi induzida a fazer uma doação de R$ 10 mil em um culto da denominação, com a crença de que com a doação teria seus problemas pessoais, familiares e financeiros resolvidos. Por não obter as “respostas” esperadas, a frequentadora da igreja entrou com uma ação contra a instituição religiosa.

De acordo com a decisão juiz Mario Cunha Olinto Filho, da 2ª Vara Cível da Barra da Tijuca, a fiel encontrava-se “com o casamento se dissolvendo e, embora devendo cotas de condomínio e a escola dos filhos, resolve, por conta das promessas da ré (IURD), ‘doar’ R$ 10 mil para o ‘Culto da Fogueira Santa’, para ter as prometidas vitórias”.

Na sentença, o juiz determinou que a igreja terá de devolver os R$ 10 mil, depositados pela fiel em uma conta bancária da igreja, e mais R$ 10 mil referentes a uma indenização moral, sendo os valores acrescidos de juros e correção monetária.

– O dinheiro evidentemente não foi para a fogueira, embora possamos dizer metaforicamente que a autora torrou suas verbas: foi evidente para os bolsos dos organizadores da igreja, não sendo de forma alguma desconhecido do público, inclusive diante de inúmeras reportagens jornalísticas, serem escolhidos por critérios que envolvem a capacidade em arrecadação – afirmou o juiz, segundo o site Extra.

Em nota, a IURD afirmou que irá recorrer da decisão judicial e que entende que a sentença “atenta às liberdades constitucionais de Crença e de Culto Religioso” e que teria sido movida por um preconceito contra os pastores da denominação.

– A Igreja Universal do Reino de Deus informa que recorrerá da sentença, por entender que ela atenta às liberdades constitucionais de Crença e de Culto Religioso, além de resvalar em odioso preconceito contra a Universal, seus bispos, pastores e membros. Assim denota a mentirosa e leviana afirmação de que a doação foi “para os bolsos dos organizadores da igreja”, contra a qual serão tomadas as providências judiciais cabíveis – afirmou a nota, que disse ainda que os fiéis não são obrigados a fazerem doações e que aqueles que doam o fazem “com alegria”.

– Reiteramos que a Universal segue os rigorosos padrões bíblicos no tocante a ofertas e dízimos, onde seus membros e visitantes são convidados a oferecer suas doações “com alegria” e não por obrigação. A pessoa que oferece o faz espontaneamente, como um ato de liberalidade individual – completa a nota.

Fonte: Gospel +

 

Igreja Universal é acusada de ser uma seita na Nova Zelândia

bispo-victor-silva-320x160Oferta de “óleo ungido” e testemunhos sem comprovação motivaram reportagem investigativa.

O jornal New Zealand Herald, um dos mais influentes das ilhas vizinhas à Austrália, publicou uma matéria investigativa esta semana envolvendo o nome da Igreja Universal do Reino de Deus. Como consequência, surgiram pedidos para que se investigue a “seita”, que já foi tema de uma série de acusações de exploração da fé, feitas por um canal de TV local.

As acusações de ser uma seita não são novidade para a IURD, que nasceu no Brasil e em poucas décadas se espalhou por todo o mundo. Desde 2005 está na Nova Zelândia, país colonizado pelos ingleses e onde a maioria ainda é seguidor da Igreja Anglicana. Contudo, a prática da venda de “objetos milagrosos” não é bem vista.

Uma recente campanha da IURD no país promete que oferecerá azeite de oliva em troca de uma oferta. Esse óleo veio de Israel e recebeu orações. Por ser ungido teria capacidade de curar problemas de saúde como tumores, além de esquizofrenia e até problemas de relacionamento.

Panfletos colocados em caixas de correio na capital Auckland convida para os cultos como “uma oportunidade única para aqueles que precisam de um milagre.”

Herald procurou o responsável pela igreja que distribuiu os panfletos, pastor Renato Fernandes. Ele se recusou a falar e encaminhou a reportagem ao líder na capital, bispo Victor Silva, exigindo provas da eficácia do uso do óleo oferecido. Silva limitou-se a enviar um e-mail dizendo que seu uso é “um ato de fé”, e que “a fé pode ajudar no processo restaurativo”.

Ofertados nas garrafas em forma de cruz já conhecidas no Brasil, o grande evento deste domingo será realizado no Centro de Eventos Vodafone em Manukau. O problema é que as promessas da igreja em relação ao óleo podem ferir leis locais.

O material promocional na IURD traz testemunhos de pessoas que afirmam terem sido curadas, mas não oferece provas médicas. “A Igreja não tem perícia médica especializada para verificar todas as pessoas que se apresentam na igreja com uma doença. Por isso elas sempre são aconselhadas a procurar um médico de sua confiança.

Para evitar problemas com a justiça, a igreja colocou uma nota em letras pequenas na parte inferior do panfleto onde lê-se “O Centro de Ajuda IURD não tem a pretensão de curar as pessoas, mas acredita que Deus pode fazer isso através do poder da fé. Siga sempre as instruções do seu médico”.

O vice-presidente da Associação Médica da Nova Zelândia, Stephen Child, disse que usar o azeite oferecido pela igreja é uma opção pessoal. Explica que todos os tratamentos com “efeito placebo”, mostram em média, que 30% dos doentes apresentam melhora. O que não significa uma cura total. Por isso, faz um alerta: “Se você estiver disposto a correr riscos … a escolha é sua”.

A matéria foi reproduzida em outros jornais e sites de língua inglesa, como o Religion News da Holanda, que não poupou críticas às práticas da igreja, comparando a prática à feitiçaria.

Fonte: Gospel Prime

Templo de Salomão será o Templo do Deus Vivo, diz Edir Macedo

templo-de-salomao-iurd-282x200O megatemplo será inaugurado nos próximos meses tendo capacidade para receber 10 mil pessoas.

Faltam poucos meses para a inauguração do Templo de Salomão, um megatemplo construído pela Igreja Universal do Reino de Deus com capacidade para receber 10.000 pessoas.

O prédio localizado no bairro do Brás, em São Paulo, já chama a atenção de quem passa pela Avenida Celso Garcia por conta de sua grandiosidade.

O líder da igreja, o bispo Edir Macedo, escreveu nesta segunda-feira (17) em seu blog que o lugar será o “Templo do Deus Vivo” por ter sido construído com sacrifício do povo de Deus.

No pequeno texto Macedo cita que o terceiro Templo foi construído por Herodes e administrado por Caifás, homens perversos, mas mesmo assim Jesus honrou aquela Casa de Oração com a Sua presença.

“Ora, se o Templo construído e dirigido por homens cruéis foi honrado com a presença física do Senhor Jesus, imagine a honra que Ele dispensará ao Templo com a presença do Seu Espírito, naquele Lugar construído com o sacrifício do Seu povo!”, escreveu.

Macedo tem convicção de que o Templo de Salomão será dirigido pelo Espírito Santo e será uma Casa de Oração para todos os povos (Isaías 56.7; Mateus 21.13); Casa do Sacrifício (2 Crônicas 7.12); Morada de Justiça (Jeremias 31.23) e Santuário do Senhor (I Crônicas 22.19).

“Quem viver e lá entrar, não só verá, mas provará da Grandeza do Altíssimo com o recebimento do Seu Santo Espírito. Essa é a minha fé, E a sua?”, questionou o líder.

Fonte: Gospel Prime

Espíritas são mais fiéis que evangélicos, diz Edir Macedo

edir-macedo-espiritas-mais-fieis-que-os-evangelicos-300x234O líder da Igreja Universal criticou a falta de entrega e participação em coisas do mundo como novelas e baladas.

Em um vídeo postado no canal da TV Universal o bispo Edir Macedo aparece dando um recado aos evangélicos criticando a falta de entrega de muitos crentes. Macedo conta que já foi espírita e diz que os espíritas são mais fiéis aos espíritos que os evangélicos a Jesus.

“Você, por exemplo, que conhece uma pessoa que conhece a feitiçaria, essa pessoa ela se entrega, ela se dá, não mede esforços para obedecer aos guias”, disse ele.

Enquanto isso, diz Macedo, os evangélicos estão domingo na igreja e já na segunda estão assistindo novelas. “O povo evangélico em geral não está nem ai para a Palavra de Deus”.

“Como uma pessoa pode ter sua vida prospera se ela tem a sua fé apenas quando está na igreja, mas quando ela não está na igreja ela está ligada na novela ou está ligada na balada?”, questiona.

O fundador da Igreja Universal do Reino de Deus diz que as pessoas que não praticam a fé ficam desesperadas quando vêm os dias maus. “É por isso que a maioria dos evangélicos está perdida, porque tem uma fé religiosa”, disse ele.

 Assista:

Fonte: Gospel Prime

Força Jovem Universal promove evento contra crack “Saiba Dizer Não”

saiba-dizer-nao-296x200Diversas cidades brasileiras terão eventos com foco no combate ao uso de drogas.

No próximo dia 25 de janeiro diversos grupos do Força Jovem Universal estarão empenhados em combater o crack com a realização do evento “Saiba Dizer Não”.

A campanha tem como objetivo conscientizar as pessoas sobre os malefícios do uso das drogas, falando não só das ilícitas, mas também das lícitas como cigarro e álcool.

“A campanha promoverá diversas ações durante o ano de 2014 (ano da Copa do Mundo no Brasil) e se dará início no dia 25 de Janeiro, com uma série de grandes eventos que ocorreram em todo território nacional”, diz o site oficial do Saiba Dizer Não.

Os grupos estarão promovendo eventos com apresentações musicais, peças de teatro, dança e palestras com personalidades, artistas e autoridades políticas. Em vários desses eventos ex-usuários de drogas darão seus depoimentos para incentivar outros jovens a vencerem o vício.

Em Florianópolis o pessoal do Zombie Walk Floripa, um grupo de pessoas que se vestem de zumbie e fazem passeatas, estarão juntos com o Força Jovem Universal da cidade para apoiar o combate às drogas. Os jovens do FJU estarão à caráter apresentando peças encenações para tratar sobre o tema do evento no Centro de Convenções Centro Sul a partir das 14h.

Em São Paulo o evento vai acontecer no Parque da Juventude, na zona Norte da capital paulista, movimentando jovens de diversas regiões. Para conhecer os dias e locais de encontro do Saiba Dizer Não da sua cidade acesse o site www.saibadizernao.com.br.

Fonte: Gospel Prime

Igreja Universal foi monitorada pelo governo Sarney

iurd-269x200A investigação não chegou a ser formalizada pela Polícia Federal.

O jornal Folha de São Paulo teve acesso a documentos da Polícia Federal elaborados durante o governo de José Sarney (1985-1990) que pediu uma investigação sobre o bispo Edir Macedo e a Igreja Universal do Reino de Deus.

O governo estava preocupado com o crescimento do que eles chamavam de “seita” e também com a aquisição de emissoras de rádio e televisão, negociações que eram feitas através de “testas de ferro”.

Em um trecho desse documento, divulgado pelo jornal paulista, a PF afirmava que “a seita tem adquirido emissoras de radiodifusão através de testas de ferro e ao custo de milhões de dólares de procedência desconhecida”.

Ao que parece a investigação contra Edir Macedo e a IURD nunca foi oficializada e levantava questões sobre a doação de valores em dólares e a prática de charlatanismo, pela qual Macedo chegou a ser preso em 1992.

Na época da investigação a IURD tinha pouco mais de dez anos de existência e já contava com 500 templos espalhados pelo Brasil e também nos Estados Unidos e Uruguai.

Os documentos elaborados buscavam o fundamento legal para a criação da igreja no país, quais eram os seus objetivos, de onde vinha o apoio financeiro e quem eram os testas de ferro.
Para ajudar nessa investigação, o governo brasileiro, através da Divisão de Segurança e Informações do Ministério da Justiça, distribui tarefas para outros órgãos de segurança como a Polícia Federal e SNI.

Em nota à Folha, a IURD afirmou que os documentos apresentados mostram “práticas condenáveis que o extinto aparelho repressivo praticou” e que a “perseguição religiosa foi somente mais um capítulo” dos anos primeiros pós-ditadura militar.

“O bispo Edir Macedo, ao longo de toda a sua trajetória, já teve sua atuação religiosa questionada em mais de 30 procedimentos investigatórios. Muitos aventaram eventuais práticas de estelionato, charlatanismo e curandeirismo. Em todos esses procedimentos foi reconhecida sua inocência”, disse a nota da assessoria da igreja.

Fonte: Gospel Prime

Igreja Universal volta a funcionar em Angola

xIURD-Angola-301x200.jpg,q8e0b24.pagespeed.ic.X4WQokGsMIO governo havia determinado o fechamento das igrejas depois da morte de 16 pessoas no culto da virada do ano

Os cultos da Igreja Universal do Reino de Deus voltaram a ser liberados na Angola, desde o início do ano as igrejas precisaram ser fechadas por determinação do governo que investigava a morte de 16 pessoas durante o culto da virada de ano promovido pela denominação.

Durante este tempo, os fiéis se revezavam para orar em volta do templo, clamando a Deus para que interferisse na decisão.

No último domingo (31), dia de Páscoa, os mais de 250 mil fiéis da Igreja Universal voltaram a entrar nos templos espalhados pelo país para cultuar a Deus e celebrar a ressurreição.

O responsável pelo Cenáculo do Espírito Santo em Alvalade, em Luanda, bispo Augusto Dias, comentou a reabertura da igreja e disse que mais de 4 mil pessoas estiveram presentes para celebrar o fim da proibição dos cultos.

“As palmas foram um sinal de agradecimento ao Senhor Jesus, por não ter abandonado o seu povo no momento de turbulência que a Igreja viveu, durante os dias em que esteve interditada”.

Além das orações em volta dos templos, nesses dois meses de portas fechadas os membros da IURD usaram a internet para fazer uma corrente de oração para que a obra de Deus não parasse na Angola.

Fonte: Gospel Prime

 

Igreja Universal faz trabalho em presídio no interior do RJ

xPresidio-IURD-281x200.jpg,q02f106.pagespeed.ic.We0Z-V4he0Muitos detentos confessaram que Jesus é o Senhor e Salvador e receberam um exemplar do livro “Nada a Perder”.

Voluntários da Igreja Universal do Reino de Deus realizaram um trabalho evangelístico no presídio Carlos Tinoco da Fonseca que fica na cidade de Campos de Goytacazes, interior do Rio de Janeiro, no início de março levando apoio espiritual aos detentos.

O trabalho é comandado pelo bispo Luis Cláudio que ofereceu exemplares do livro “Nada a Perder” escrito pelo bispo Edir Macedo, contando um pouco sobre sua vida e problemas que teve, incluindo os dias que foi preso sob a acusação de charlatanismo, isso em 1992.

Além da entrega do material, o bispo Cláudio ofereceu uma mensagem de esperança aos homens que assistiram a reunião, contando seu testemunho pessoal, o religioso falou sobre como conseguiu superar as adversidades que teve na vida antes de conhecer a IURD.

“Eu quero deixar uma coisa bem clara para vocês: Eu vim do crack. Eu vim das drogas. Eu vim da prostituição. Eu vim desse grupo podre que vocês conhecem. Se eu venci, vocês também podem vencer”, disse.

No final do evento o bispo Luís Cláudio afirmou que o propósito daquela visita foi alcançado diante dos presos que reconheceram Jesus como Senhor e Salvador. “Nossa meta é fazer com que os presos tenham uma mudança de vida e preparem-se para poder voltar a trabalhar, estudar e, quem sabe, morar em família, quando alcançarem a liberdade.”

Fonte: Gospel Prime

 

Suspensão põe em xeque expansão de igrejas evangélicas em Angola

angola-alvalade3A reação do governo de Angola à morte de 16 pessoas em um culto da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) na capital Luanda, em 31 de dezembro, põe em xeque a expansão de igrejas evangélicas brasileiras em um dos países africanos em que elas têm maior influência.

Após uma comissão de inquérito concluir, no domingo, que a superlotação no estádio da Cidadela, onde as pessoas morreram pisoteadas ou asfixiadas, foi causada por “publicidade enganosa”, o Executivo angolano ordenou que a IURD suspenda suas atividades por 60 dias.

Segundo a comissão, 152 mil pessoas se dirigiram para um estádio com capacidade para 30 mil atraídas pelo slogan “O Dia do Fim: venha dar um fim a todos os problemas que estão na sua vida: doença, miséria, desemprego, feitiçaria, inveja, problemas na família, separação, dívidas etc”.

O governo incumbiu a Procuradoria Geral da República de investigar o incidente, que deixou outras 120 pessoas feridas. Em resposta, a igreja informou que tomará as medidas cabíveis para restabelecer suas operações e lamentou a “detenção de pastores da IURD em diversas localidades de Angola, bem como a presença de viaturas policiais em nossos templos”.

A suspensão se estendeu a outras seis igrejas evangélicas – ao menos três das quais brasileiras, como a Igreja Mundial do Poder de Deus, do pastor Valdemiro Santiago – por, segundo o governo, recorrerem “às mesmas práticas que as da IURD” e operarem sem licença no país.

Embora a suspensão seja temporária e não se saiba quais serão os resultados da investigação, a decisão tem sido interpretada como uma possível mudança na relação do governo angolano com a Universal e outras igrejas neopentecostais.

Segundo observadores, a nova postura, além de responder à cobrança popular pela responsabilização dos culpados, reflete a percepção de que essas igrejas cresceram de forma descontrolada nos últimos anos. A posição sinalizaria também a intenção do governo de se aproximar da Igreja Católica, uma das maiores críticas da gestão do presidente José Eduardo dos Santos, no poder desde 1979.

História

Ex-colônia portuguesa e uma das maiores economias africanas, Angola entrou na órbita da Universal em 1992. Desde então, outras denominações neopentecostais brasileiras cruzaram o Atlântico para se instalar no país e em outras nações africanas. A Universal, a maior delas em número de fiéis, hoje está presente em 35 dos 48 países da África Subsaariana.

Em Angola, um dos seus maiores palcos no continente, ao lado da África do Sul, ela diz contar com 500 mil seguidores, o equivalente a 2,7% da população. Desde a suspensão, moradores de Luanda relataram à BBC Brasil que alguns fiéis têm se dirigido ao principal templo da igreja na cidade, no bairro do Alvalade. Ao encontrar as portas fechadas, eles se ajoelham e oram do lado de fora do imponente edifício neoclássico, acompanhados por auxiliares da igreja.

A influência da Universal em Angola, porém, vai muito além de seu número de seguidores: a Record, canal controlado pela igreja, é uma das sete emissoras veiculadas pela TV angolana. Como no Brasil, parte da programação da emissora é ocupada por cultos da IURD.

A igreja também distribui em Angola seu diário Folha Universal e tem uma rádio no país.

A IURD conta ainda com uma agência de caridade, a Associação Beneficente Cristã Angola, e está representada na política local. O governador da província de Luanda, Bento Francisco Bento, é tido como um dos principais porta-vozes da igreja no MPLA, o partido governista.

Seus 230 templos estão presentes em todas as províncias e, em 2012, a igreja abriu em Luanda sua primeira unidade voltada às dezenas de milhares de operários chineses que vivem no país. Em setembro, a igreja celebrou seu primeiro matrimônio de um casal chinês em Angola.

Santa Maria

Muitos dos que apostavam que as relações da Universal com o governo angolano eram inabaláveis se surpreenderam com a suspensão da igreja e das outras denominações.

Blogueiros e sites independentes angolanos sugeriram possíveis razões para a decisão: a pressão nas redes sociais pela responsabilização dos culpados, turbinada pela grande repercussão em Angola da tragédia de Santa Maria; a insatisfação com o crescente poder de igrejas estrangeiras; o desempenho ruim do partido governista na eleição de 2012 em algumas áreas onde essas denominações têm grande número de fiéis; e o desconforto com a remessa de valores arrecadados por algumas igrejas para seus países-sede.

Acredita-se, ainda, que o governo aproveitou o episódio para exercer maior controle sobre a criação de novas igrejas no país. Em 2011, a ministra angolana da Cultura disse que cerca de 1,2 mil igrejas aguardavam por legalização no país. Já têm licença para operar em torno de 80 igrejas, entre as quais a Universal.

Uma das últimas denominações a expandir sua atuação para Angola foi a Missão Evangélica Shammah, que tem o jogador de futebol brasileiro Rivaldo como patrono. Em 2012, enquanto atuava por um time angolano – o Kabuscorp – ele financiou a construção de um templo da igreja, inaugurado em outubro.

Outros analistas, porém, se dizem céticos quanto à reação do Executivo à tragédia. Em entrevista à rede alemã Deutsche Welle, o jurista David Mendes classificou a suspensão da IURD como uma “ação de charme” do governo, que não terá efeitos maiores.

Sotaque brasileiro

Ainda que a Universal esteja em Angola há 20 anos, muitos angolanos continuam a associá-la ao Brasil. Isso se deve, em parte, ao sotaque brasileiro empregado por seus pastores (inclusive angolanos), motivo de piadas entre humoristas locais.

Em outros círculos, como em universidades e na imprensa privada, a igreja enfrenta maior resistência. Como no Brasil, entre antropólogos e estudiosos de religiões, é comum a crítica de que a Universal e outras igrejas neopentecostais estigmatizam crenças africanas.

Essas crenças mantêm grande influência em Angola, embora o cristianismo seja considerada como a principal fé do país. Segundo estudiosos, muitas igrejas neopentecostais contribuem para que essas crenças sejam tão discriminadas que ser chamado de “feiticeiro” ou “macumbeiro” é considerado muito ofensivo para boa parte dos angolanos.

Já a igreja diz que busca desmistificar apenas crenças nocivas, como as que estigmatizam albinos, e exalta suas atividades beneficentes no país, como campanhas de combate à Aids.

Outra crítica comum à Universal diz respeito a seus métodos para arrecadar recursos, por meio de dízimos.

Alguns acadêmicos, porém, condenaram a decisão do governo de suspender a igreja. Em entrevista à Rádio França Internacional, o cientista social Nelson Pestana disse que a atitude do governo violou a liberdade de religião e de culto resguardada pela Constituição do país.

A IURD não respondeu a um pedido da BBC Brasil para comentar queixas sobre sua atuação no país. Em nota sobre a suspensão, a igreja diz que tem colaborado com autoridades locais para esclarecer as causas da tragédia e que “prestou o apoio possível aos feridos e aos familiares das vítimas”.

A igreja afirma ainda que não foi comunicada oficialmente pelo governo angolano sobre a suspensão e que respeita as leis nos mais de 180 países onde atua. As outras igrejas suspensas não comentaram a decisão.

O Itamaraty disse à BBC Brasil que não foi procurado pelas igrejas e que não tem notícias sobre brasileiros afetados pela medida. Porém, se o clima entre as denominações e o Executivo angolano piorar ainda mais – o que muitos consideram improvável – espera-se que o ministério seja acionado para esfriar os ânimos e evitar que o conflito contamine outros campos da relação Brasil-Angola, considerada estratégica por Brasília.

Fonte: BBC Brasil

 

A Fazenda: Decisão de bispos da IURD prevalece e participante que ficou nu é expulso

Lucas-Barreto-208x155Bispos da Igreja Universal do Reino de Deus que fazem parte da cúpula da Rede Record estavam insatisfeitos com o comportamento do participante da Fazenda de Verão.

O jovem modelo Lucas Barreto, 24 anos, entrou para o time de confinados na última quinta-feira (29) já causando confusão por tomar banho sem sunga.

Os evangélicos da emissora não gostaram da atitude desrespeitosa do participante, enquanto outros funcionários comemoravam esperando que o modelo conseguisse levantar o ibope do programa.

Ao longo dos dias, Lucas acabou se envolvendo em discussões desnecessárias e causando um grande mal estar na casa e por isso acabou sendo expulso do programa.

Em um comunicado a produção diz que ele estava tendo um “comportamento incompatível” com as regras do programa e com os próprios confinados.

“Você acompanhou tudo que aconteceu nos últimos dias. Então, pelo comportamento incompatível com o funcionamento do programa e incompatível com regras básicas de convívio, a Record decidiu tirar Lucas do jogo”, explicou Rodrigo Faro para os telespectadores.

Lucas entrou no jogo no lugar de Halan que desistiu da competição. Uma de suas atitudes mais comentadas nas redes sociais foi o fato do participante tentar entrar em uma discussão com Haysam, um de seus desafetos, tendo em suas mãos um machado, deixando tanto o publicitário quanto a modelo Natália, que acompanhava de perto, amedrontados.

Fonte: Gospel Prime