Senador Magno Malta afirma que aprovação do canabidiol foi atrasada por ativistas pró-maconha

magno_maltaO senador evangélico Magno Malta (PR-ES) comentou sobre decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em aprovar o uso medicinal do canabidiol. Malta era o presidente da comissão do Senado que discutia o assunto e avaliou positivamente a decisão. Ele comentou ainda que a legalização da substância foi atrasada por “ativistas pró-maconha”.

– Avançamos na questão, atendemos a quem precisa do tratamento. Foi um problema que se alongou desnecessariamente – afirmou o senador, ressaltando que o envolvimento de ativistas defensores do uso recreacional da maconha atrasou o andamento da aprovação.

Malta afirmou que os defensores da legalização da droga para uso recreacional acreditavam que “a liberação do canabidiol ajudaria na liberação do THC (substância psicoativa presente na resina da planta)”.

– Essa movimentação deles prejudicou a discussão. Eles achavam que a liberação do canabidiol ajudaria na liberação do THC. Denunciei isso em plenário. Uso médico não tem a ver com uso de drogas – ressaltou Magno Malta.

O uso do canabidiol para fins médicos foi liberado nessa quarta feira (14) em portaria da Anvisa. A substância é utilizada para aliviar crises epiléticas em pacientes com doenças neurológicas.

Agora, segundo informações da Revista Época, Magno Malta articula a formação de uma Frente Parlamentar contra a legalização da maconha e já recolheu 60 assinaturas de colegas.

Fonte: Gospel +

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: